quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Currículo


Seja bem-vindo ao currículo/portfólio de Mariana Valle.

No momento, trabalho com atendimento ao cliente na agência publicitária onde atuo desde junho de 2010, a Senior Propaganda, onde também sou responsável pela redação, revisão de textos e assistência de mídia. Tenho vasta experiência como jornalista, especializada em redação e edição de conteúdo web, comunicação interna e empresarial e também sou roteirista e redatora publicitária. Escritora, com primeiro livro publicado.

Saiba mais sobre cada uma dessas experiências, clicando nos links abaixo:
Jornalista
Publicitária
Roteirista
Escritora
Formação e contato

RVCom – Comunicação empresarial




Atendimento ao cliente, edição do site, da e-news e do Portal RH (Intranet) da Icatu_Hartdord. Redação de matérias de economia, educação financeira e conteúdos afins para os sites e jornais dos clientes Icatu-Hartford e Mongeral – corretores de previdência privada.




Educação Financeira
(newsletter da Icatu_Hartdord)

Economia para crianças
Transforme a ida ao supermercado em uma aula de educação financeira para seu filho

A ida da família ao supermercado pode se transformar numa divertida aula de economia para seu filho. Com exemplos práticos, a criança pode aprender a dar valor ao dinheiro, controlar a fome por produtos mais caros e economizar. Só é necessário que ela já saiba fazer contas de somar e subtrair.

Antes de sair de casa, converse com seu filho e explique: “hoje vamos aprender a economizar. Se você me ajudar a gastar menos, o valor que você conseguir diminuir das minhas despesas será todo seu.” Depois, faça uma lista dos produtos preferidos de seu filho e leve-o ao supermercado. Com bloquinho, caneta e calculadora em punho, peça a ele para anotar os preços de todas as marcas dos tais produtos.

O próximo passo é fazer duas simulações, somando os preços de todos os itens da lista. Primeiro, vocês somam todos os valores das marcas mais caras. Depois, calculam quanto a conta daria se vocês comprassem os mesmos produtos com a mesma qualidade porém com preços mais acessíveis ou com desconto. A diferença de valores no final das compras deve ficar com seu filho, como um prêmio. Mas o presente maior, sem dúvida, vai ser a lição de economia que ele vai poder levar para a vida toda.

Sete pecados financeiros
Fuja das tentações e ganhe o reino dos céus

Quem é vítima do descontrole financeiro, do consumo desenfreado e da mania de comprar coisas caras provavelmente já cometeu diversos pecados capitais. Mas sempre é tempo de olhar no espelho, encarar o confessionário e jogar o arrependimento no lixo. Está na hora de aprender a identificar os sete pecados financeiros para fazer tudo diferente daqui para a frente.

Preguiça
Não anotar os gastos, não conferir o extrato bancário... Controlar o que entra e o que sai da sua conta bancária é fundamental. Só assim você consegue enxergar onde foi parar seu dinheiro e dar o primeiro passo para conquistar o controle definitivo de suas finanças.

Gula

Sabe aquela pessoa que tem mil peças de roupa, mas está sempre achando que precisa de mais uma? Para se livrar das tentações do consumo, é melhor não andar com muito dinheiro na carteira, não ter vários cartões de crédito nem passar cheques pré-datados. Evitar o passeio pelas lojas que vendem seus produtos preferidos também é uma boa pedida.

Inveja
O carro do vizinho, o relógio do colega de trabalho... Quem nunca se pegou desejando o bem do próximo? O problema é que é você quem paga suas contas. Antes de comprar, tenha em mente o quanto você pode gastar e avalie do que você terá que abdicar para realizar seu desejo. Em vez de ficar suspirando pelo carro do outro, que tal investir toda essa energia na própria carreira e agir para ganhar um salário tão bom quanto o dele?

Ira
Quem nunca ficou descontrolado de raiva que atire a primeira pedra! O problema é que, nessas horas, há quem quebre objetos de valor e se arrisque a discutir em pleno trânsito. E se o irado em questão estiver ao volante, é prejuízo na certa. Se a ira chegar, pare tudo o que está fazendo e só retome suas atividades quando estiver mais calmo.

Vaidade
Aquele que consome o luxo para impressionar o outro fica no prejuízo, pois deixou de comprar algo importante para gastar com o supérfluo. Ser uma pessoa equilibrada financeiramente e previdente é um motivo bem maior de orgulho, você não acha?

Luxúria
Há pessoas que se corrompem pelo dinheiro. Que passam por cima de todos os princípios morais para comprar o próprio prazer. Que agem cegamente com foco apenas no dinheiro, sem considerar as conseqüências dos próprios atos. A dica é não fazer aos outros aquilo que não gostaria que fizessem a você.

Avareza
Ser econômico é necessário, mas tudo tem limite. Dar uma de esperto, pegando carona nos bens alheios, pechinchar muito e passar por necessidades só para acumular mais no final do mês também já é demais. Será que você é vítima de algum trauma financeiro do passado? Não custa averiguar.

Te Contei (site de celebridades)







Site de notícias de celebridades do portal Bolsa de Mulher
Redação e apuração de notas e matérias sobre celebridades nacionais e internacionais.


Clique para ler as matérias:

Famosos brigam, amam e desabafam via Twitter e SMS
Demi Moore e Ashton Kutcher revelam seus passos na web
Demi Moore posta foto nada glamourosa no Twitter
Ashton Kutcher ganha da CNN na luta por um milhão de seguidores
Atores, cantores e modelos que viraram estilistas
Saiba quem são os ídolos teen do momento

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

TV Globo




EDIÇÃO DE CONTEÚDO DO SITE PÁGINAS DA VIDA



Matérias apuradas durante toda a manhã e publicadas no início da tarde. Realização de fotos que também foram publicadas na capa do jornal Extra e no miolo de várias outras publicaçoes como o jornal O Globo.

Hoje, mais experiente, vejo vários errinhos e confesso que seria mais breve no texto, mas este foi um dos meus cases, num site que, sob minha pauta e edição, chegou a dar o pico de um milhão de acessos diários, quando o recorde anterior do departamento de internet da CGP (Central Globo de Produção - Projac) era algo em torno de 300 mil.

Clique nos links para ler as matérias:
Jorge e Thelma se beijam
Grazi Massafera: “O primeiro beijo pra valer”
Thiago Lacerda: “O próximo passo é terminar com a Simone"


EDIÇÃO DE CONTEÚDO DO SITE MALHAÇÃO

Matérias, pautas, produção, direção e roteiro de vídeos de bastidores.

Assista a este vídeo clicando aqui.

Fotos e cobertura jornalística (texto e vídeo) para blog ao vivo e "in loco" da participação da banda Jotaquest na novela.

Na ocasião em que a novela teen explorava o tema com as desventuras de um personagem bad boy em sua trama, foi realizada matéria comportamental sobre o assunto para a seção "Revista" do site oficial da novela.

Você leva jeito para Bad Boy?


Não bastava criar as confusões sozinho, João aos poucos está levando Marcão e Kiko para o mau caminho também e criando a gangue dos bad boys da Malhação. A última do irmão de Jaque (Joana Balaguer) foi se envolver no assalto ao colégio... E eles ainda vão aprontar muito. Mas o que será que leva um adolescente, que aparentemente tem uma família legal, que o apóia e lhe dá carinho, a agir assim?

No caso de João, fica muito fácil notar que, apesar de ele viver ao lado de uma mãe carinhosa e duas irmãs tranqüilas, é altamente influenciado pelo pai: um cara machista, preconceituoso, e que adora incentivar a violência do "filhão". Agora, quando se trata da vida real a coisa muda de figura. Afinal, falar sobre a vida alheia é muito fácil. E se o problema for com você, com seu irmão ou até com o seu filho?

Tenho um bad boy na família. O que devo fazer?
Muita calma nessa hora! Reconhecer que há algo de errado já é um grande passo. Depois, não se acanhe em pedir ajuda. "Em alguns casos, o adolescente ou a criança escuta seus pais, um tio ou amigo do pai que seja legal. Em outros, a menina que está afim. Ou seja, alguém que ele respeite e admire" alerta a psicóloga e orientadora educacional, Anemarie Ocampo.

Anemarie, que trabalha numa escola do Rio de janeiro, conta ainda que, hoje em dia, só nos colégios, há pelo menos um bad boy por turma, considerando-se salas com 25 alunos cada. Se formos somar todas as turmas de todos os colégios do Brasil, imagina só quantos garotos problemas não andam aprontando por aí? Eduardo Paes, Promotor de Justiça da 1ª Vara Criminal do Fórum de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro (RJ), sabe bem do que estamos falando. Ele afirma que os casos de violência em boates e bailes-funk, com lesões corporais como conseqüência, são muito freqüentes.

As conseqüências legais de uma agressão
Agora vale lembrar: se o caso chega a Justiça, é porque não se trata de uma simples briguinha de colégio. Se você ou seu amigo participou de uma briga e uma ou mais pessoas feridas foram à delegacia depor, pode se preparar para as conseqüências legais. Segundo o promotor, se o agressor for menor de idade, ele poderá até ser apreendido e levado ao Ministério Público. Se for constatado que o menor é agressivo e já esteve envolvido em lutas antes, ele fatalmente será encaminhado a um instituto de correção do menor, onde poderá ficar "mofando" por até 3 anos.
Se o brigão for maior de idade, sua pena vai depender das lesões da vítima, que são classificadas como leve, grave ou gravíssima. O sujeito que teve a infeliz idéia de sair batendo nos outros pode até ser perdoado pela vítima, se a lesão for leve. Mas ele também pode ter que prestar serviços comunitários, custear o tratamento do ferido ou se responsabilizar pelo que na justiça se denomina como lucros cessantes, ou seja, pagar à vitima da agressão pelo tempo em que ela ficou impossibilitada de trabalhar. E tem mais! Se o estrago for grande - se a lesão for grave ou gravíssima - o agressor poderá parar até na cadeia.

Porque uma doce criança pode se transformar num temível bad boy?
Quando vemos a marra de João em Malhação, dando uma de esperto, de fortão que não leva desaforo pra casa, pode até parecer bonitinho ou coisa normal de adolescente. Mas estamos falando de um assunto muito sério que, como já dito, pode levar a terríveis conseqüências. Então, o melhor é evitar que se chegue a esse ponto, você não acha? Mas como evitar, por exemplo, que uma criança que tem andado meio agressiva se transforme num adolescente problema, ao ponto de brigar na rua?

Stefano Rano Galvão, psicólogo clínico e especialista em Psicologia Médica e Psicossomática, revela que geralmente a origem desse comportamento agressivo está na infância. Pode ser uma criança que não recebeu a atenção que julgava merecer dos pais e resolveu pedir carinho com as travessuras ou também o contrário: "crianças que receberam atenção excessiva e, justamente por isso, nunca aprenderam os limites e sentem-se como se pudessem fazer tudo, como é o exemplo de alguns filhos únicos ou primogênitos", diz Stefano, que vai além: "a vida segue, as pessoas crescem, mas é uma eterna repetição: meninos que pixam paredes na adolescência, de forma inconsciente, expressam ali seu ódio, mágoa e revolta... é o mesmo pedido de ajuda e atenção que fazem aos pais quando protagonizam cenas de birra, rebeldia. E se a polícia os pega, eles continuam se arriscando, pois ali a polícia é o representante desta figura paterna e ou materna que lhes falta. O envolvimento com grupos, bandos também é uma forma de resgatar esta família que lhe faltou."

As dicas para tentar se precaver com os filhos desde pequenos são dadas pela psicóloga Anemarie Ocampo. "Valorize suas produções (trabalhos da escola, alguma ajuda que resolveu dar em casa, mesmo que tenha piorado a bagunça, por exemplo); garanta um ambiente saudável onde ela se sinta segura; deixe claro que ela é amada mesmo quando falha; deixe de castigo quando merecer mas não sem antes ter uma boa conversa e explicar o motivo do castigo e evite a violência."
Você pode fazer um teste para ver como anda seu comportamento ou de um amigo, imaginando comoele agiria nas situações descritas. É só ir lá na setinha acima e se divertir.

Freelancer

Clique nas imagens para ler as matérias




























Publicitária (currículo e portfólio)

Agência Senior
Atendimento ao cliente, redação e revisão. Atendimento e redação para peças de marketing da FIC - Financeira Itáu CDB, que administra os cartões de crédito do Grupo Pão de Açúcar (Pão de Açúcar, Ponto Frio, Extra, Assaí, CompreBem e Sendas). Atendimento, redação e revisão de peças publicitárias da Bagaggio (loja de bolsas), atendimento, redação e revisão de anúncios da Solução Empréstimo e revisão e suporte ao atendimento e redação das peças publicitárias e de comunicação interna da Monte Carlo Jóias.

Agência The Box
Criação de conceitos de campanhas, redação de anúncios e de roteiros (propaganda e vídeos institucionais).

Zion Networks (Produtora de sites)
Redatora e assistente de marketing - redação de matérias para revista online, assessoria de imprensa, redação publicitária, programação visual e arquitetura de site.

Estágio na agência de publicidade W/9+D
Criação: redação e programação visual.